terça-feira, maio 09, 2006

Tine Drefahl

ando a pensar deitar-me fora. pegar em mim e sacudir-me até quebrar. partir-me de propósito. embrulhar-me, cacos, e arrumar-me no fundo da cave. seria bom não precisar de mim por uns tempos!
sei que devo encontrar-me antes de me deitar fora. parece-me lógico.
se me conseguir encontrar, e é provável que leve algum tempo, não pretendo condenar-me. condenar-me a mim própria é inútil, o absolutamente eu não se altera.
se um dia eu pensar que morri por me ter deitado fora, quando morrer de facto, ninguém vai reparar, não haverá notícia. e isso tranquiliza-me.
deitar-me fora. porque não sou capaz de contemplar o que temo. nem aceitar o que me dá prazer mas não presta.

2 Comments:

Blogger Elipse said...

Encontra-te antes.

Depois de te amares já não precisas de te deitar fora.

11:31 da manhã  
Blogger free emotions said...

há coisas que em nós têm um prazo de validade.
a sabedoria diz-nos qundo deixá-las para trás.
renovar a nossa roupagem é um necessidade para termos prazer com nós próprios.

5:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home